quarta-feira, 9 de maio de 2012

O Seara

Eu sempre considerei o Seara um bocadinho pró "banana", mas desta vez ultrapassou os limites da decência como benfiquista que diz ser.

Não lembrava ao diabo ir jantar com tais personagens, ainda por cima logo a seguir ao jogo em que fomos roubados pelo "sistema", personificado pelos seus convivas. Mas desta vez lembrou mesmo aos diabos (e que diabos!).

Se tinha alguma veleidade em se candidatar à Presidência do Benfica bem pode tirar o cavalinho da chuva, pois não vai ter hipóteses nenhumas.

Costuma dizer-se que o povo tem a memória curta, mas se há coisa que os benfiquistas nunca esquecem é a traição.

É tão anjinho, coitado!

Sem comentários:

Publicar um comentário